Your SEO optimized title

A chave está com você!

Home  /  Coaching  /  A chave está com você!

Em Fevereiro 13, 2018, Postado por , Em Coaching, Com Nenhum comentário

Este artigo já foi lido 17 vezes!

Existe uma chave que eu virei dentro de mim, que fez uma diferença significativa em meu comportamento e consequentemente em meus resultados.
Eu percebo que muitas pessoas, ficam paradas nessa trave, assim como eu ficava.
Muitas vezes, quando começamos a fazer algo, ou estamos no meio do processo para atingir algum objetivo, alguma coisa acontece que fica muito difícil a jornada. Em verdade, não é um único fato, mas uma série de fatos que acontecem que você percebe que a jornada vai ser mais difícil do que pensava.
Esse é o momento crítico em que muitos desistem ao argumento de ser difícil. No fundo o pensamento é de não dar conta; o foco é o excesso de esforço, sem a certeza da recompensa.
A diferença das pessoas de sucesso, das pessoas que conseguem, das pessoas que vencem é que elas conseguem passar por esse momento crítico e continuam, elas persistem.
É sobre isso que quero falar com você.
Como, hoje, eu consigo passar por esses momentos: eu parto do princípio de que sim: É DIFÍCIL!! Parei de querer o fácil. Sim: vai dar trabalho! Sim, vou ter que fazer o esforço que a maioria não faz! E com isso: o resultado vai vir.
Esse é o momento em que você não aceita menos do que aquilo que se propôs. É como se fosse uma questão de vida ou morte. No sentido de que: ou consigo ou consigo!
Nesse momento, me conecto com o objetivo, trazendo ele bem pra perto de mim, como se já estivesse acontecendo. Pronto! Com energias renovadas, consigo continuar. Porque parei de querer o fácil, assumi sobre o difícil, me vi grande e forte, fazendo o que a maioria não faz. E… certa de que ou eu consigo ou eu consigo, não tem negociação comigo mesma e, então, a mágica acontece!! Os resultados chegam!
Por que estou te contando isso?! Porque você também pode fazer!
Desejo uma excelente semana!!
Pode parecer simples, e óbvio o que eu disse. Pra mim, ficou óbvio depois, porque eu nem sempre fiz ou agi assim. 

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *