Decida extrair o melhor de cada um que encontrar…

Home  /  Coaching  /  Decida extrair o melhor de cada um que encontrar…

Em setembro 9, 2015, Postado por , Em Coaching, Por , , , , Com 1 Comentário

Este artigo já foi lido 799 vezes!

Sabe aquela pessoa que você adora estar junto, e tem também aquela que você nem é tão chegado, mas é ótimo estar com ela, e tem aquelas que um simples encontro na rua já conseguem um sorriso seu e você se sente feliz por ter encontrado aquela pessoa, que talvez você tenha conhecido naquele instante ou já conheça há 1000 anos e não encontrava ou nem tem tanta intimidade assim, mas fez você sorrir – sabe isso?!

Bom demais, né?! E dai você se pergunta se a pessoa é que é assim e consegue extrair o melhor de você ou se você que é assim com essa pessoa. Não importa.

Fato é que: nem todas as pessoas com que cruzamos, convivemos, conversamos, encontramos, falamos é assim.

Será?! E deveria ser? E poderia ser?

Bom, esse papo de deveria não está com nada – não acredito nisso, sou a favor da liberdade de cada um ser livre para escolher como quer viver sua vida.

Entretanto, com relação ao poderia, é possível que a maioria das pessoas pense que o que estou falando é utopia, ou algo impossível, ou distante.

Bem, eu gosto do impossível, porque lá a concorrência é menor, como já disse Walt Disney. Então, pra mim, impossível é apenas uma palavra.

Mas, estou falando tudo isso porque acredito que eu, você e todo mundo podemos viver e conviver da melhor maneira possível, e eu acredito que podemos agir para tornar isso tão real e próximo quanto possível.

Lembra daquelas pessoas que falei acima, então, independentemente do outro, fato é que você se comporta, pensa e age de determinada maneira – você é responsável por extrair o melhor daquela pessoa ou apenas permitir que ela seja o melhor com você – já parou para pensar nisso?!

E a minha pergunta é: por que não agimos assim o tempo todo e com todas as pessoas?!

Se você me disser que é difícil, da trabalho, que com algumas pessoas não dá – eu lanço o desafio de que permitir que as coisas não melhorem para sua vida, sua carga de energia, sua qualidade de vida e emoções, suas forças aliadas – é o mesmo que fazer gol contra.

Já experimentou decidir quando acordar que naquele dia você irá extrair o melhor das pessoas e agir para isso?! Seja lá quem for, você irá buscar o que de bom aquela pessoas tem, como você pode ajudá-la, e o que ela tem de bom que você ainda não viu.

Experimente tomar essa decisão e mergulhar de cabeça nessa experiência – uma coisa é certa – você se sentirá mais feliz, mais disposto e, até o que não for tão bom é possível que nem seja notado.

Assuma a responsabilidade pela sua vida e pela qualidade dos seus relacionamentos – decida extrair o melhor de cada um que encontrar e/ou permitir que cada um te mostre ou te dê o que tem de melhor!

Bora transformar!

Seja o primeiro a comentar!

1 Comentário até agora:

  1. janete disse:

    muito bom o seu artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *