Your SEO optimized title

Sobre o MEDO

Home  /  Diversos  /  Sobre o MEDO

Em setembro 11, 2015, Postado por , Em Diversos, Por , , , , Com Nenhum comentário

Este artigo já foi lido 301 vezes!

Alguma vez você já deixou de fazer alguma coisa por causa dos outros, tipo o que fulano vai pensar se eu fizer isso.

Ou talvez, em um grupo, alguma vez você deixou de fazer uma pergunta em voz alta, por vergonha ou timidez.

Já esteve em uma situação que veio um impulso, uma vontade forte de fazer algo, mas você se segurou porque, bem,… Sabe como é… “E se eu parecer uma pessoa ridícula?! E se as pessoas pensarem que eu… ”

Sentimentos assim são muito comuns. Quem nunca passou por isso?! Não existe – até a mais segura das pessoas, já passou por algum momento assim – talvez não na rotina do dia-a-dia, mas em um momento novo, talvez com pessoas desconhecidas, ou com pessoas que ela acredita e imagina que não “melhores” do que ela.

Qualquer pessoa no mundo já passou por uma situação assim.

Alguma pessoas vivem isso em sua própria casa, outras vivem isso no dia-a-dia, tem algumas que viveriam isso apenas em determinada situação, ou em determinado ambiente ou com determinada ou determinadas pessoas.

O efeito disso – devastador sempre – Independentemente do grau, do local e das pessoas, e porque digo isso?!

Porque você está renunciando à sua liberdade de expressão por medo – medo de ser julgado, medo de não ser aceito, medo de ser excluído, MEDO.

Essa palavrinha de 4 letras tem o poder de te paralisar – e o pior: é que esse poder, é você quem dá, porque ele só tem poder se for ouvido. Se for ignorado, ele não existe!

Como ignorar? Ele parece tão grande e poderoso!

Sim!!!! Ele só parece, mas não é nada,nem ninguém, a menos que você reforce e concorde com tudo o que ele falar para você.

A questão maior de se encolher e deixar de agir, e não falar é a negação da nossa própria identidade, é a negação de si mesmo em detrimento do outro e do medo e ainda, normalmente a PERDA de uma oportunidade!

E a pergunta que não quer calar é: quem é mais importante? Você ou o outro que você acha que vai te julgar, que vai te excluir, que vai te recriminar?

Por que fazemos essa inversão de valores e esquecemos de nós em detrimento dos outros?!

Está tudo errado!!! Aquele que vai te julgar, que vai te excluir pelo o que você é, realmente tem algum valor e merece esse tratamento?!

Se eu não posso ser eu mesma de que vale viver?! Viver para o outro, pelo outro?!

Só podemos verdadeiramente agradar e somar à humanidade quando somos luz, quando somos nós mesmos, quando respeitamos a nossa essência ncia e permitimos o nosso eu brilhar.

Do contrário vivemos na sombra, na sombra dos outros, na sombra do medo.

Estar atento para a inversão de valores é o primeiro passo para a mudança.

Experimente trocar a voz do medo, pela voz de si mesmo – e fale frases que te tragam força e coragem para agir.

O preço de ser aceito, em negação da própria identidade é muito alto, e pode até parecer que vale a pena naquele momento, mas a longo prazo, traz infelicidade, tristeza – uma vida na sombra.

Você merece mais do que isso, eu acredito nisso, eu vivo por isso.

Então, experimente nas pequenas coisas, nos pequenos desafios, isso vai treinar você para um momento maior e mais difícil – vai treinar sua mente, seu comportamento, sua coragem e sua fé em si mesmo.

Ficar onde está, pode acreditar, da mais trabalho que sair daí, sabe por que? Porque a luz traz a recompensa da mudança!

Bora transformar?!

Estou com você! Qualquer dúvida, não hesite me contatar –

Acesse -> Meu Presente para você

Com carinho,

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *